jun 08

20 Anos de PHP

Deixe um Comentário cropped-banner

Hoje, como muitos de vocês já devem saber fazem 20 que Rasmus Lerdorf Anunciou a Versão 1.0 do PHP e como se esse sozinho já não fosse um excelente motivo pra trazer de volta a vida esse mesmo blog que não recebe atualizações a tempos, o Ben Ramsey chamou todos os desenvolvedores para contar um pouco da sua história com PHP e é por isso que eu estou aqui.

Mas para contar minha historia com PHP eu tenho que voltar um pouco antes disso, em 2001, quando eu ainda cursava a sétima serie do ensino fundamental, tinha uma disciplina chamada Intermátca (Interdisciplinaridade e Informática, eu sei o nome é péssimo) e o ano inteiro da disciplina consistia em escolher um tema de seu interesse e desenvolver uma página na internet (estática mesmo) falando sobre esse tema, depois de pensar um pouco sobre qual tema iria escolher acabei optando por falar sobre Isaac Asimov já que robótica era um tema que me interessava bastante, no final desse ano eu não só entreguei um site funcional (com FrontPages em HTML 3 usando frames) que contava um pouco sobre a história do Asimov e continha uma seção com sua bibliografia principal, como também desenvolvi o trabalho de quase todo o resto da turma (tomara que meus professores da época não leiam isso) mas mais do que me garantir a aprovação na matéria isso me abriu os olhos para um mundo até então desconhecido de desenvolvimento de páginas para web.

No ano seguinte a disciplina se repetiu mas parecia mais do mesmo e eu queria mais que isso, comecei então a desenvolver pequenos sites estáticos sobre conteúdos dos quais eu também gostava e cheguei a publicar alguns deles na época, foi nessa época que tive meu primeiro contato com CSS e Web Semântica, o ensino médio chegou e reduzi um pouco essas atividades até que em 2006 depois de já ter sido aprovado no vestibular para a faculdade de Sistemas de Informação resolvi aprofundar meus conhecimentos nas férias antes das aulas começarem, nessa época os sites dinâmicos estavam tomando conta do mercado de tecnologia e eu queria saber como desenvolver páginas com conteúdo personalizado para o usuário e que armazenavam informações no que mais tarde fui descobrir ser um banco de dados.

Acontece que eu não conseguia fazer isso com HTML e CSS, e Javascript não era nem 1% do que é hoje, então comecei a pesquisar como isso era feito e as duas linguagens que apareceram para mim foram PHP e ASP (Legacy ASP), pesquisei mais um pouco na internet e descobri que o Senac de São Paulo oferecia cursos das duas tecnologias, me inscrevi então nos dois para poder decidir qual delas eu mais gostava na prática, porém o “destino” influenciou minha escolha e o curso de ASP acabou sendo cancelado por falta de alunos, foi então que tive meu primeiro contato com PHP.

Nem dois meses depois comecei a faculdade juntamente com um estágio de desenvolvimento web em um provedor de internet à rádio local, acontece que a maioria dos sistemas desenvolvidos por essa empresa eram feitos em .NET com VBScript fiquei então responsável mais pelo front-end das aplicações que era o que eu dominava um pouco mais, porem como a principal atividade dessa empresa era fornecer conexão a radio para alguns condomínio e empresas da região o desenvolvimento de sistemas acabava ficando em segundo plano e isso me deu bastante tempo para estudar durante o horário de trabalho.

Não cheguei a ficar nem um ano nesse estágio, comecei a fazer alguns cursos de desenvolvimento em um centro de treinamento e a partir de um desses cursos me surgiu a oportunidade de trabalhar como freelancer em um projeto de grande porte em uma indústria de cosméticos em parceria com uma agencia de desenvolvimento, depois que esse projeto freelance acabou ainda desenvolvi mais alguns projetos com essa agencia de desenvolvimento, mas logo em seguida decidi abrir minha própria empresa de desenvolvimento, a Psyco.

Não vou negar que ter controle de todos os passos do desenvolvimento de uma aplicação e poder tratar diretamente com o cliente eram muito bons, mas como a maioria dos projetos eu acabava cuidando sozinho, comecei a sentir falta da evolução que vinha com a troca de conhecimento com outros profissionais foi então que decidi começar a participar mais de eventos e congressos de desenvolvimento, e em um dos primeiros grandes eventos de desenvolvimento grandes que eu fui nessa época, o TDC São Paulo, eu conheci o PHPSP, fui então conversar com o Anderson “Duodraco” Casimiro para saber como eu poderia participar mais da comunidade, ele me falou de alguns eventos que o PHP fazia na época e fiquei de participar dos próximos, mas antes disso no final daquele mesmo dia de TDC fui com alguns dos participantes do evento e membro da comunidade para uma confraternização depois do evento, foi nessa confraternização que acabei conhecendo pessoas como Rogerio, Hussani.

Depois disso comecei a participar dos encontros no iMasters que rolavam na época e dos Pubs organizados pelo PHPSP e conheci ainda mais pessoas ótimas como o William, Diego, Thamara, Ivan e muitos outros e passei a me envolver cada vez mais com a comunidade de desenvolvimento principalmente com o PHPSP e isso passou a ser uma parte muito importante da minha vida. Depois disso já participei de muitos outros eventos, palestrei em alguns e ajudei a organizar alguns outros também, descobri o que realmente é o mundo Open Source e passei a contribuir com ele, me tornei um profissional certificado pela Zend e espero continuar seguindo nesse caminho que só me trouxe coisas boas.

Por isso gostaria de aproveitar e agradecer a todos os que foram citados nesse artigo e muitos outros que não foram mais que fazer parte do PHPSP e das comunidades de desenvolvimento pelo mundo, muitos deles que eu tive oportunidade de conhecer pessoalmente e outros que acompanho pelas redes sociais, Obrigado a todos e que os próximos 20 anos sejam ainda melhores.

E se você ainda não cansou de ler tudo isso e quiser saber também as histórias sobre PHP de outros desenvolvedores aqui segue uma listinha de algumas dessas histórias que foram publicadas hoje:

 

Deixe uma resposta